domingo, 11 de outubro de 2015

PODE-SE APRENDER FORA DA SALA DE AULA? - artigo de opinião

Que a escola é o lugar apropriado para ensinar e aprender, isso todo mundo já sabe. Se a sala de aula é o local específico de aprendizagem, não se questiona. Mas que existem outros locais em que a aprendizagem pode ocorrer de forma eficiente, isso pode ser novidade para muitos.
Construir o conhecimento por meio da aprendizagem tem sido um tema que ocupa as discussões acadêmicas mundo afora. É um desafio para os educadores conseguir que a escola contemple ao mesmo tempo um lugar de estudo e prazeroso para o estudante.
A criança e o adolescente estão cada vez mais conectados com informações e tecnologias do mundo moderno. A figura clássica do professor, da lousa convencional e do giz há muito tempo não é suficiente para despertar o interesse pelo aprendizado, a atenção ao estudo e o prazer pela escola.
Infelizmente muitos alunos ainda são obrigados a conviver com ambientes escolares que se restringem a uma modesta sala de aula. Este cenário faz do instrumento escolar um trabalho sem resultado prático.
Educadores e diretores de escolas públicas e privadas de todo o Brasil aplicam cada vez mais a tese de que os diversos contextos extraclasse ajudam no desenvolvimento e na construção do conhecimento.
Pesquisa
Em estudo realizado, há alguns anos, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em 13 países latino-americanos, incluindo o Brasil, concluiu-se que a qualidade da infraestrutura escolar influencia a aprendizagem dos alunos destes países.
Instituições que não ofereciam espaços de convivência, laboratórios de ciências e informática, salas ambiente e estrutura física agradável tinham um desempenho acadêmico muito abaixo das instituições que possuíam um espaço completo.
Na opinião dos educadores é inconcebível oferecer ensino de qualidade desprezando a concepção do espaço-ambiente de aprendizagem.
Recomenda-se que esses espaços sejam seguros, atraentes e as atividades bem planejadas para atingir o objetivo maior, que é o pedagógico. Os ambientes são importantes para fortalecer e contribuir com a aprendizagem mais prazerosa dos alunos, proporcionar um clima acolhedor, sem abrir mão da segurança e da higiene.
Conhecimento
O autor russo Lev Vygotsky defende que a aprendizagem tem um papel fundamental para o desenvolvimento do saber e do conhecimento. Ele reforça que todo e qualquer processo de aprendizagem é ensino-aprendizagem e inclui aquele que aprende, o que ensina e a relação entre eles.
O ambiente estimulante para o aluno é aquele que oferece segurança e ao mesmo tempo se mostra desafiador. Onde sinta prazer de pertencer àquele ambiente e possa estabelecer relações entre os pares.
A escola deve inserir os ambientes de forma aberta e equilibrada, o primeiro cuidado é que eles estejam ligados às habilidades a serem trabalhadas, deve haver significância entre o que se quer ensinar. O professor terá que estabelecer a ponte entre o conteúdo e o ambiente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário